segunda-feira, 1 de janeiro de 2018

Morro do Cachorro Blumenau 29/12/17

Depois de muitas adiadas e levar alguns bolos de amigos, finalmente me liberte e fui sozinho neste Morro que a muitos anos atrás já gostaria de ter conhecido.
Do jeito que tava esperando um, esperando outros nunca teria ido! Kkk

Saí de casa 6:40h, fui num ritmo bem confortável, fiz o que precisava fazer e voltei para casa mais devagar ainda.

Para quem for lá conhecer esta montanha, vai preparado que logo no começo da estrada de acesso já começa subida sem trégua até a bifurcação da estrada principal de quase 5km de subida realmente íngreme com muita erosão e pedras, onde parece mais ser uma picada aberta pelos colonizadores a 500 anos atrás kkkk.
Sem contar que com chuvinha e serração parece um filme de terror kkk.

Mas claro que subi todo ele pedalando em 57 minutos, tendo que parar poucas vezes pra respirar ou em ocasião de derrapada.
Também com minhas 24 marchas e contando com uma super engrenagem Schimano Megarange 34 dentes (sucesso nos anos 90 kkk) foi mais fácil que imaginava.

Às 15h estava em casa em baixo de muita chuva desde o começo do retorno.
Até a próxima e Aquele Abraço!










quarta-feira, 27 de dezembro de 2017

Mirante do Boa Vista Joinville 27/12/17

Hoje fizemos um desafio diferente.  Ninguém queria fazer pedal longe de casa... então decidimos nos encontrar 6:30h no pé do Morro do Mirante no centro da cidade para subir e descer 10x.
Apareceu eu e o Luiz, aguardamos uns 10 minutos para ver se chegava mais alguém, mas partimos na dupla mesmo.
A primeira subida já foi forte com os dois tentando melhorar o tempo...
Depois continuamos sem paradas até completar as 10x.
No encontro já tinha passado a letra que depois das 10 iríamos descer tudo para tomar um caldo de cana, descansar 10 minutos e subir mais 10x! Kkk
E foi assim que aconteceu só que na volta na frente da Casa da Cultura o Luiz tocou para sua casa e eu tive que continuar o desafio sozinho.
Então subi as outras 10 e mais 1 para garantir que não faltou nada. Kkkk
Faltando 15 minutos para meio dia terminei e fui para casa almoçar.
Foram 89km com 2.600m de altimetria acumulada.
Muito legal para uma manhã nublada de férias.
Vou confessar...nem foi tão difícil pois é consideravelmente curta a distância da lombada na frente do Zoobotanico até a última curva antes do acesso a torre e antenas.
Então o negócio é tentar manter a força na subida pra não baixar o tempo e ficar todas próximas e chegar lá faz a volta e descansa na descida!
Até a próxima e Aquele Abraço!





domingo, 10 de dezembro de 2017

1° Corrida Pró Rim Joinville 10/12/17

Mais uma super corrida de rua e a última do calendário oficial do ano.
Muito boa organização pena que o trajeto não fechava 5km nem os 10km...
A largada foi num horário muito bom as 7:30h e saímos muito bem obrigado. 
Eu e o Deni disputando os 10 e o Cassiba foi no 5.
No primeiro km o Cassiba chegou e me ultrapassou, mas conseguia acompanhar um pouco mais de longe.
O Deni vinha mais atrás e foi assim nas duas voltas do circuito para os 10.
Faltando 1km o Cassiba apareceu do nada e me puxou correndo e gritando forças!
Na última curva um carinha me ultrapassou mas logo iniciei o sprint final e a perseguição ao carinha que consegui á ultrapassagem centímetros antes do tapete de chegada!
Hahaha muito show, foram 43'35" de elegância total em baixo do solzão que brilhava.
Entre os 18 participantes da minha categoria de faixa etária fiquei em 2° lugar.
Até a próxima e Aquele Abraço!








quarta-feira, 29 de novembro de 2017

Márcio May 26/11/2017

Começou a ladainha kkk... esta foi minha 3° participação no Desafio Márcio May de Ciclismo de Estrada e MTB na cidade de Rio do Sul - SC (2009-2013-2017).
A edição de número 11 no mesmo percurso, mas com a emoção nova a cada ano em cada kilometro do trajeto com direito a adrenalina e friozinho na barriga de sempre! Kkk

Recebemos o patrocínio do Clube Esportivo KaVo, então jamais deixaria de participar, rachei o combustível com Luiz e as 2h da manhã de domingo acordei para logo ir busca-lo lá do outro lado da cidade.
Depois passamos na casa da Manuela que também trabalha na empresa e é quase esposa dele.
Conseguimos botar o pé na estrada as 3h conforme programado.

A viagem noturna teve um pouco de chuva pelo caminho e quase 6h estávamos no trevo de acesso da cidade.
Fomos diretamente na casa do Pelinha onde o Flávio estava hospedado buscar nossos kits, pois ele fez a gentileza de retirar para nós no sábado a tarde.

Dali fomos direto para o centro nos instalar o mais próximo possível  da largada, comer alguma coisa e descansar um pouco.
Chegamos muito cedo por isso conseguimos autorização da organização para estacionar dentro do Mercado que era o quartel general do evento.
Perto do horário ao andar por ali já demos de cara com a Lenda Márcio May, atleta olímpico de 3 edição dos jogos.









Ficamos lá fora e nos encaminhamos para o local da largada para aproveitar e ficar bem a frente.
Claro que sempre tem os espertinhos que chegam depois e querem sentar na janela e passaram as Bikes por cima da cerca e nos empurram para trás ainda por cima...kkk  é melhor levar na esportiva mesmo...
Bem às 8:40 foi dada largada da categoria Montain Bike 60km e saímos bem acompanhado o pelotão.
O Luiz se empolgou e por alguns kilometros  puxou o primeiro pelotão! Que Monstro! Eu preferi ficar ali no cantinho direito da rua e fomos assim até pouco antes da Serra onde tem umas subidas. Ali separou os homens dos meninos e os novos pelotões começaram se formar. 
Nesse momento não via mais nenhum conhecido e pensei que ficaram pra trás coitados...kkkk
Em seguida demos de cara com a montanha de 4km de subida muito ingrimes!
Fui do jeito que dava e quando ainda subia o Flávio já estava descendo e próximo do topo e retorno o Luiz tava descendo tb! Hahaha 
A descida foi frenética mas lá em baixo o ritmo caiu bastante e logo o vento deu o ar da graça. Pena que era contra...kkk
Logo um pequeno pelotão me engoliu e como estava cansado fui na rabeta deles, logo íamos alcançando mais alguns e o pelotão ficou grande. Tentei ir para frente puxar por 2x mas acabava sendo vencido pelo vento e cansaço. 
Fui segurando as pontas por ali até nos metros finais onde todos aceleram e eu tb claro! Alguns ficaram pra trás e tudo embolado cruzamos a linha de chegada.








Meu tempo oficial foi de 2':04", melhor que da última vez que tinha sido 2:08...
O Luiz estava na chegada me esperando com a Manuela e fomos buscar nossas medalhas.
Eu queria jogar as Bikes dentro do carro e partir pra casa, mas o casal 20 queria esperar a premiação e o sorteio de 3 Bikes... já passei por isso é sabia que ia demorar pra caramba!
O horário da premiação era 13:30h mas começou as 14h. 
Com sorteio e tudo saímos do estacionamento 16:06h para voltar pra casa...kkkk 
Mas valeu a pena pois quase ganhamos uma bike e fomos premiados pelo próprio Márcio May pela conquista do 5° lugar da categoria para mim e 4° lugar da categoria do Luiz.

A volta foi bem tranquila, mesmo rodando na judiada e perigosa BR 470.
Cheguei em casa 19:20h...
Tudo foi maravilhoso com um PERFECT DAY e na boa companhia do Luiz e da Manu.
Até a próxima e Aquele Abraço!



sábado, 18 de novembro de 2017

Travessia Vigorelli - Praia de Capri (S.Francisco do Sul) ida e volta 18/11/17

Os canoístas da empresa Cassiba -Vilson Bolt - Eu ) decidiram realizar a 2° edição desta maravilhosa remada na nossa linda Baía da Babitonga.

Bom...vamos lá: acordei 2'30"h e as 3h parti para a casa do Bolt. Logo o Cassiba chegou atrasado pra variar kkk, os caiaques já estavam carregados no carro do Vilson e nos dirigimos para Vigorelli.
O carro dele ficou lá na tua na beira da água e iniciamos com atrasaso de 30 minutos as 4':30"h.
Apesar da previsão do tempo informar chuva forte e vendaval...kkk o trajeto noturno foi muito gostoso e tranquilo.
A remada rendia muito bem, por isso resolvemos parar na ilha Alvarenga em frente ao Porto de São Chico para esticar as pernas e um rápido lanchinho.
Depois continuamos e em seguida bem rápido as 7'45"h estávamos aportando no nosso destino, A ponte da praia de Capri.

O clima estava frio e nublado, fizemos o lanche hidratamos e logo iniciamos o retorno.
Desta vez ao atravessar o canal próximo ao porto de Itapoá, fomos surpreendidos com um navio entrando la ao longe. Mas sabemos que apartir dali ele vem a 35km/h e não para até o porto... pra ajudar a maré estava contra e batia um ventinho tudo contra...kkk
Foi uma remada exaustiva para sair da rota do navio...kkk.

Quando chegamos do outro lado um pouco a frente do Porto de Itapoá o tempo fechou de vez e começou a chover forte, em poucos minutos não dava pra ver mais que alguns metros ao redor! O vento levantou pequenas ondas e nos empurrava para trás!
Fomos resistindo e continuando, mas chegou um momento que pedi aos amigos para costermos o continente e chegou o momento que vi que o mais seguro e prudente era aportar em qualquer lugar por ali, pois só estávamos desperdiçando energia tb.
Cheguei a pensar que teríamos que largar os caiaques em algum lugar e seguir a pé pela estrada até a Vigorelli...kkk

Parados estava muito frio na chuva... decidimos ir até mais um pouco pra frente e após aproximadamente quase 1h a chuva é o vento diminuíram e depois pararam.
Quando vimos remanos por 2h e ainda não tinha chegado na Alvarenga novamente onde na ida levamos 1h até a parada.
Mas tudo bem agora o tempo melhorou mas a maré continuava contra.  Isso não é problema mas naquele momento já estávamos muito cansados com braços doendo! Kkk
Sem mais paradas fomos remando num ritmo mais lento mas constante e as 13':30"h estávamos encerrando nosso passeio na Vigorelli novamente.
O Strava não marcou a distância bem o tempo corretamente pelo celular mas sei que são 45km.
Na hora de sair o carro do Bolt não funcionou e depois do susto ligou e fomos embora.
Chegamos na casa dele pegamos nossas coisas e zarpamos pra casa! Kkk
Em casa ainda lavei carro, caiaque, todas roupas e apetrechos utilizados e fui dormir um!Hahaha
Agradeço aos amigos pela companhia.
Até a próxima e Aquele Abraço!!!